fbpx
loader image

12 de junho de 2024 - 14:54h

A Folha Agrícola

Manejo de vermifugação em bovinos pode reduzir em até 50% os prejuízos causados por parasitas gastrointestinais nas fazendas

Controle eficiente das verminoses é importante ferramenta para evitar perdas econômicas na propriedade

A vermifugação desempenha um papel fundamental na produção e na saúde de rebanhos de corte e de leite. Alinhando o manejo correto a produtos de qualidade, o produtor é capaz de reduzir os prejuízos econômicos causados por esses parasitas na atividade.

Segundo o médico-veterinário e supervisor de marketing da Bimeda, Guilherme Ito, o pecuarista deve estar atento a questões sanitárias das propriedades, entendendo o tema como de extrema importância, tendo em vista o impacto econômico das verminoses em bovinos. “Existem estudos que mostram o impacto das verminoses, mas ressaltamos, principalmente, os nematoides, que, segundo pesquisas, são os parasitas com o maior impacto nos rebanhos”, explica Ito.

Uma das pesquisas mostra que, no Brasil, dos cerca de US$ 14 bilhões por ano de prejuízos econômicos causados pelos parasitas dentro das fazendas, metade do valor, ou seja, US$ 7 bilhões, são somente em decorrência de nematoides. 

Por não serem visíveis com tanta facilidade, como outros parasitas, as verminoses acabam passando despercebidas pelo produtor, o que resulta na falta de um controle adequado nos animais. De acordo com o médico-veterinário, a principal forma de prevenção é o estabelecimento de datas estratégicas para a vermifugação do rebanho. “Geralmente monta-se calendários e essas aplicações ocorrem, estrategicamente, pensando no ciclo do parasita, época do ano e na idade dos animais”.

Outro ponto destacado pelo médico-veterinário é o diferencial obtido com o uso de tecnologias. “As fazendas mais tecnificadas são capazes de desenvolver um programa sanitário bem estabelecido e eficiente, visto que possuem mais informações e uma detecção precoce de verminoses. Já fazendas menos tecnificadas tendem a não montar protocolos sanitários, realizando o manejo dos animais e a vermifugação conforme percebem a necessidade, o que leva a um diagnóstico tardio de doenças”, explica.

Moxidectina: eficaz e segura

Diante da importância do controle das verminoses no rebanho, a Bimeda, empresa fabricante, comerciante e distribuidora de produtos farmacêuticos, veterinários e de saúde animal, lançou recentemente o MoxiSolv, um antiparasitário com moxidectina 1% Injetável, indicado ao tratamento de parasitas internos e carrapatos dos bovinos.

A moxidectina, molécula presente no MoxiSolv, tem ação semelhante às demais lactonas macrociclícas, porém, sua estrutura molecular possui mais atração por gordura, o que a mantém por mais tempo no tecido adiposo do animal. Sua estrutura molecular diferenciada a torna mais potente contra nematoides e no controle das verminoses resistentes às ivermectinas, por exemplo.

Além disso, a moxidectina é menos ecotóxica e mais segura para o besouro rola-bosta, que, ao enterrarem as fezes, trazem benefícios para o solo, adubando essas áreas de pastagens e também auxiliando no controle natural da proliferação da mosca-dos-chifres – insetos hematófagos, capazes de gerar estresse animal, queda na produção e transmissão de patógenos.

Sobre a Bimeda

Fundada na Irlanda em 1960, a Bimeda é uma fabricante, comerciante e distribuidora de produtos farmacêuticos veterinários e produtos de saúde animal. No Brasil, a linha de produtos está focada nas áreas de produção animal, equinos e pequenos animais.

Por meio de expansão contínua e aquisições estratégicas, a Bimeda estabeleceu mercados em mais de 80 países em todo o mundo e possui oito centros de P&D, 7 laboratórios regulatórios, 11 instalações industriais em 8 países e distribuição na Europa, América do Norte, América do Sul, África, Ásia e Oceania. A Bimeda emprega mais de 1000 funcionários em todo o mundo e tem sua sede global em Dublin, Irlanda.

No Brasil, a Bimeda iniciou suas atividades em 2011 após a aquisição de 51% da Mogivet. Em 2015, a Bimeda comprou o restante da Mogivet, passando a ser detentora da totalidade do negócio. A planta industrial da Bimeda está localizada na cidade de Monte Mor / SP, em uma área total de 6.200 m², dividida em 5 prédios totalizando 2.400m² de área construída, onde se encontram as áreas administrativas, pesquisa e desenvolvimento, controle de qualidade, armazéns e instalações de fabricação.

Na América Latina, o foco é de produtos para a produção de gado, controle de parasitas do gado, equinos, suínos e avicultura, com marcas multinacionais que abrangem diversas classes e espécies terapêuticas.

Para mais informações, acesse www.bimeda.com.br

Document

Cotações Agrícola

Milho

R$

Soja

R$

Trigo

R$

Feijão

R$

Boi

R$

Suíno

R$

Leite

R$

Leia mais