fbpx
loader image

12 de junho de 2024 - 15:40h

A Folha Agrícola

Calor e chuvas intensificam infestações de carrapatos, alerta especialista

Problema requer medidas para proteger a saúde e a produtividade do gado

O carrapato bovino representa uma importante ameaça para o sucesso da pecuária no Brasil, causando prejuízos para a saúde dos animais e impactando negativamente a produção e os lucros da cadeia produtiva. Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), as perdas anuais ultrapassam US$ 3,2 bilhões.

“A presença excessiva de carrapatos pode acarretar diversos problemas de saúde no gado, desde irritações cutâneas até doenças mais graves, como a triteza parasitária bovina. Além disso, a redução da qualidade da carne e do leite, aliada à disseminação de doenças entre os animais, pode ocasionar prejuízos significativos para os produtores”, alerta o médico-veterinário Thales Vechiato, gerente de produtos para Grandes Animais da Pearson Saúde Animal.

A umidade e as altas temperatura representam as condições propícias para a proliferação de carrapatos. Os sinais mais comuns no gado incluem irritação na pele, coceira excessiva, agitação, perda de apetite e diminuição na produção de leite, por exemplo.

Vechiato explica que os animais infestados podem apresentar lesões na pele, causadas pela picada dos carrapatos, que muitas vezes resultam em áreas inflamadas, inchadas e doloridas. “Em casos mais graves, pode ocorrer anemia devido à perda contínua de sangue, o que pode levar à fraqueza e, em casos extremos, até mesmo a morte.”

Tradicionalmente, os pecuaristas recorrem a métodos convencionais para controlar as infestações de carrapatos, como uso de banhos carrapaticidas e aplicação de produtos químicos diretamente nos animais. No entanto, esses métodos podem apresentar riscos ambientais e de resistência.

As infestações de carrapatos também provocam perdas econômicas significativas. O tratamento dos animais afetados, a compra de medicamentos para o controle de pragas e a perda de produtividade são alguns dos custos associados ao problema.

Diante desses desafios, a Pearson Saúde Animal disponibiliza como solução um programa sanitário que tem como objetivo direcionar produtos de acordo com cada realidade e necessidade  pontual das fazendas do Brasil. Dentre as soluções, temos o Bovecto um ectoparasiticida de eleição que tem como finalidade a eliminação de todas as fases dos carrapatos e, para controlar e interromper seu desenvolvimento, optamos também pelo uso de Proatac. Um produto que tem como ação agir na ecdise do carrapato, fazendo com que ele não evolua e assim, impedindo seu ciclo aliviando a contaminação das pastagens. Ainda tem em sua formulação a abamectina, que tem grande ação nas teleógenas, além de desverminar os animais por ter atuação endoparasitária. 

Sobre a Pearson

A Pearson Saúde Animal, com mais de um século de experiência, adota o conceito de saúde única, que reforça a visão de saúde animal e a humana como codependentes. A empresa oferece um rico portfólio que inclui a pioneira Creolina, referência em desinfecção de ambientes e no controle de epidemias de saúde pública. Além do mais, a Pearson expandiu suas atividades para o mercado de animais de companhia em 2021, com a aquisição de licenças do laboratório Labgard, e inaugurou o Laboratório Gama em Itapevi (SP), considerado passo fundamental para se colocar entre as 10 maiores empresas do ramo de saúde animal. Para mais informações, visite o site https://pearsonsaudeanimal.com/.

Document

Cotações Agrícola

Milho

R$

Soja

R$

Trigo

R$

Feijão

R$

Boi

R$

Suíno

R$

Leite

R$

Leia mais