fbpx
loader image

22 de maio de 2024 - 4:37h

A Folha Agrícola

goFlux lança FIDC de R$ 30 milhões para financiar transportadoras

Com o objetivo de ampliar a oferta de crédito para transportadoras e reduzir ainda mais seus custos, a goFlux planeja até R$ 1 bilhão de antecipações dentro de sua plataforma em 2024

A goFlux, logtech que desenvolve soluções de tecnologia, inteligência e produtos financeiros para o mercado de transporte rodoviário, anuncia a criação de um Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDC) exclusivo para o setor em parceria com Opea e Brave Asset. O recurso estará disponível na   plataforma 100% digital da empresa, o goFlux naConta.

Com o FIDC, a goFlux ampliará a oferta de crédito para melhorar a relação de fluxo de caixa das mais de três mil transportadoras cadastradas pela companhia. De acordo com Pedro Azevedo, CFO da goFlux, o FIDC trará facilidades operacionais, já que todas as transações de frete serão integralmente fechadas dentro da plataforma da empresa, garantindo assim, domínio e segurança das informações. “Com esse controle de dados conseguiremos proporcionar conforto para o mercado financeiro sobre a validade e qualidade das transações que serão antecipadas, explica. “Utilizamos a inteligência da nossa ferramenta a favor de um processo robusto na análise de crédito e concessão de limites”.

A goFlux, que atua em diversos setores, com destaque no segmento agrícola - e principalmente no transporte de commodities - concluiu o ano de 2023 com mais de R$ 7 bilhões em transações de frete dentro de sua plataforma. Para 2024, a logtech planeja fazer a antecipação de recebíveis para as transportadoras na casa de R$ 1 bilhão e assim atingir a meta de R$ 12 bilhões de transações de fretes no sistema. “Quando a gente fala em antecipar este montante, estamos sendo conservadores, pois não estamos considerando nem 10% do potencial da própria plataforma”, aponta Azevedo.

Vantagens para as transportadoras

Para as transportadoras, as vantagens de utilizar o goFlux naConta são muitas. Ao fechar as transações de crédito dentro da plataforma, por exemplo, elas automaticamente terão uma facilidade no processo operacional. Isso porque no mesmo ambiente que ela está realizando a transação, com dois cliques, é possível antecipar os recebíveis. Importante ressaltar que via de regra, as transportadoras recebem pelo seu serviço 30 dias após ele ter sido prestado.

Um segundo ponto de destaque é o histórico das operações da transportadora que ficam todas registradas na plataforma. “Temos dados em nosso sistema que as tradicionais instituições bancárias não conseguem ter. Conseguimos dar mais limite e melhores condições para as empresas com menores custos, pois temos associado a cada uma delas a uma análise do desempenho dentro da plataforma”, pontua o executivo.

Desde que surgiu em 2018, a goFlux já realizou mais de
25 mil operações e até o momento não houve nenhuma inadimplência. Atualmente mais de 10 mil contratos são concretizados diariamente no pico de safra. Por meio de sua plataforma é possível fazer a cotação, negociação, contratação e gestão do serviço prestado por terceiros. O foco da startup é no mercado B2B, conectando embarcadores a transportadoras. “Estamos criando algo transformacional para um mercado que tradicionalmente é pouco atendido.  Como as transportadoras não tinham acesso digital às operações, a serviço delas, não havia um atestado de qualidade disso, e essa realidade que estamos mudando”, finaliza o executivo.

Sobre – Sediada em São Paulo, capital, a goFlux é uma logtech que surgiu em 2018 fruto da expertise de fundadores experientes em logística que desenvolveram uma plataforma totalmente digital para cotação, negociação, contratação e gestão de fretes rodoviários. A solução vem revolucionando a forma de contratar fretes e impulsionando a competitividade no segmento de transportes, principalmente do agronegócio. Saiba mais em www.goflux.com.br.

Document

Cotações Agrícola

Milho

R$

Soja

R$

Trigo

R$

Feijão

R$

Boi

R$

Suíno

R$

Leite

R$

Leia mais